Impressoras 3D: as aplicações na publicidade e na comunicação

A impressão 3D está conquistando espaço no dia a dia nos mais diversos setores da economia. A modernização das maquinas, as descobertas de novas técnicas e as infinitas criações possibilitaram as mais diversas aplicações, desde brindes customizados a braços mecânicos.

No Design e Publicidade não é diferente. Com a possibilidade de brincar com formas e cores, sem perder o detalhamento da peça, as impressões 3D estão tomando conta tanto de ações promocionais de impacto como em produções de peças de brinde e sinalização.

Com a possibilidade de personalização, a criatividade pode fluir. Para facilitar a criação, empresas estão aderindo quase que exclusivamente por produtos impressos em 3 dimensões. A comunicação visual está cada vez mais atrelada à essa nova tecnologia. As placas de sinalização que carregam o logo da instituição, as chamadas “letra caixa” são utilizadas para reforçar a imagem da empresa ou do setor no prédio e é apenas um exemplo das substituições, assim como troféus de competições que permitem a gravura de nome e identidade visual dos organizadores de forma orgânica e perfeita.

As aplicações são infinitas e se o que você procura é precisão, na impressão 3D é a melhor solução.

Apesar de parecer recente, a tecnologia já completou mais de 30 anos. Na época, em 1984, a máquina tinha duas funções, sendo a principal a confecção de partes de plástico de forma rápida e sem os defeitos que normalmente apareciam na confecção tradicional.  Sendo assim, a impressora 3D produzia componentes em um ambiente controlado e de maneira muito mais veloz, característica que podem ser observadas até hoje.

Com o avanço da tecnologia, os custos de fabricação vêm barateando essas impressoras e tornando possíveis inúmeras aplicabilidades. Para atender os mais diversos tipos de impressão, existem no mercado 3 tipos de impressoras 3D. São elas:

  • Fused Deposition Modeling (FDM) – é a tecnologia mais comum, rápida e de custo mais baixo. O equipamento derrete um filamento que pode ser composto de vários tipos de materiais, como plástico, carbono, bronze ou madeira, com cores variadas.
  • Estereolitografia (SLA) – a impressão é feita com resina líquida endurecida pela luz. É utilizada em produtos/objetos mais complexos, como esculturas e jóias. A resina sofre menos deformação e distorção em relação a outros materiais.
  • Sinterização seletiva a laser ou Fusão (SLS / SLM) – processo realizado com plásticos sintetizados a laser de alta resistência. Indicados para peças que exijam mais liberdade de design. Esse material demora mais tempo para esfriar.

Aqui na Getreze, você encontra tudo o que precisa para a publicidade online e offiline da sua marca!

Fale com a gente e faça um orçamento da sua impressão 3D!

contato@getreze.com.br